2020 – Dinâmica transmídia de notícias sobre coronavírus

Em parceria estabelecida entre integrantes do grupo de pesquisa MediaAção(NucCon/UFMG) e Campo Comunicacional e Suas Interfaces (PUC Minas), em 2020 investigamos a dinâmica transmídia de notícias sobre a pandemia de coronavírus. A partir de coleta de hashtags que ocuparam Trending Topics entre 26 de janeiro de 2020 (data da primeira ocorrência de TT relacionado ao coronavírus no Brasil) e 21 de junho de 2020, elegemos como recorte empírico a mediação estabelecida no Twitter pela hashtag #perguntacorona. Essa hashtag remete ao programa homônimo da TV Globo, que foi exibido entre 17 de março de 2020 (primeira ocorrência da referida hashtag nos TT) e 22 de março de 2020. Nossa coleta se estendeu até 20 de junho de 2020, totalizando 5200 tweets. É nesse contexto transmidiático que averiguamos: a) as especificidades semióticas do processo comunicacional transmidiático e suas implicações nas noções de informação e desinformação; b) a provável incidência de informações impulsionadas por recursos automáticos de linguagem; c) a rede de sentidos estabelecida em perspectiva de transmedia branding; d) a formação reticular de argumentos; e) aspectos inter-relacionados de jornalismo transmídia, ativismo transmídia, entretenimento transmídia e educação transmídia.

No segundo semestre letivo de 2020 na UFMG (a partir de 30 de novembro de 2020), a parceria interinstitucional estabelecida em torno do MediaAção iniciou investigação sobre disputas de sentidos relativas à vacina contra Covid no Brasil. Os procedimentos metodológicos incluem: a) coleta automática de dados no Twitter; b) pesquisa exploratória no Facebook e Whatsapp; c) configuração de corpus; d) definição de categorias de análise. A caracterização conceitual e empírica do ecossistema de desinformação nesse universo empírico é um dos objetivos propostos.


Estudos de Caso