Pesquisas

2020 – atual

Dinâmica transmídia de notícias falsas sobre o novo coronavírus

Descrição: Em parceria estabelecida entre integrantes do grupo de pesquisa MediaAção (NucCon/UFMG), Campo Comunicacional e Suas Interfaces (PUC Minas) e Convergência e Jornalismo (ConJor/UFOP), desde 2020 investigamos a dinâmica transmídia de notícias sobre a pandemia de coronavírus. A partir de coleta de hashtags que ocuparam trending topics entre 26 de janeiro de 2020 (data da primeira ocorrência de TT relacionado ao coronavírus no Brasil) e 21 de junho de 2020, elegemos como recorte empírico a mediação estabelecida no Twitter pela hashtag #perguntacorona. Essa hashtag remete ao programa informativo da TV Globo “Combate ao coronavírus”, exibido entre 17 de março de 2020 e 21 de maio de 2020. Nossa coleta se estendeu até 20 de junho de 2020, um mês após o final da exibição do programa televisivo, totalizando 5200 tweets. É nesse contexto que averiguamos as especificidades semióticas do processo comunicacional transmídia e suas implicações nas noções de informação e desinformação. Buscamos ainda descrever a rede de sentidos estabelecida em perspectiva de transmedia branding, considerando aspectos inter-relacionados de jornalismo transmídia, ativismo transmídia e educação transmídia. Os resultados serão divulgados em 2021 no livro de autoria coletiva “Sociedade da desinformação e infodemia”, editado pelo Selo PPGCOM da UFMG, e em curso homônimo (30h), a ser ofertado nos programas de pós-graduação em Comunicação Social da UFMG, PUC Minas e UFOP a partir de outubro de 2021.

2020 – Atual

Regimes de propagação em torno da hashtag #perguntacorona: interação, sentido e (des)informação

Descrição: O presente projeto de pesquisa pretende estudar as as dinâmicas de propagação e a construção de sentido de textos (postagens, conteúdo de links, usuários e outras hashtags) relacionados à hashtag #perguntacorona, à luz da semiótica discursiva de Greimas (GREIMAS; COURTÉS, 2008, FIORIN, 2006; BARROS, 2002) e da sociossemiótica de Landowski. Da primeira, consideram-se os planos do conteúdo (sobretudo a semântica discursiva) e o plano da expressão e, da segunda, os seguintes modelos teóricos: regimes interação e sentido (LANDOWSKI, 2014), regimes de propagação (FECHINE, 2019) e interações discursivas (OLIVEIRA, 2009). A hashtag #perguntacorona foi criada pela TV Globo em programa intitulado Combate ao Corona Vírus, exibido entre 17 a 22 de março de 2020, apresentado pelo jornalista Márcio Gomes, após o canal modificar sua grade de programação, passando a dar ênfase no noticiário sobre o tema, em função do avanço da pandemia de coronavírus covid-19 no Brasil. A referida hashtag ficou entre os trending topics (TT) do Twitter entre 26 de janeiro de 2020 (data da primeira ocorrência de TT relacionado ao coronavírus no Brasil) e 21 de junho de 2020. Desse modo, a partir dos dados coletados, pretende-se investigar a propagação de textos (visuais, verbais e sincréticos) que circularam a partir da hashtag #perguntacorona e a relação desses com a desinformação. Assim, pretende-se compreender a dinâmica de propagação e a construção de sentido de textos relacionados à hashtag #perguntacorona e, de forma mais geral, objetiva-se pensar semioticamente como se configura a  desinformação e a relação com seu termo contrário, a informação.

Pesquisa de pós-doutorado desenvolvida por Conrado Moreira Mendes, sob supervisão de Geane C Alzamora (PPGCOM/UFMG).

2020 – Atual

Como ler um infográfico? Estratégias de informação e desinformação sobre a pandemia de COVID-19

Projeto SIEX/UFMG: 403749

Descrição: O projeto de extensão Como Ler Infográficos trata da importância das estratégias de comunicação voltadas para a divulgação científica. O objetivo é criar um canal de orientação sobre como ler os infográficos sobre a pandemia de Coronavírus (Covid-19). Contando com a participação de membros do grupo MediaAção, vinculado ao NucCon, esse projeto promove reflexões sobre o papel das redes sociais e da linguagem visual na infografia, tendo a semiótica como principal suporte teórico e metodológico.

Coordenação: Daniel Melo Ribeiro

2020 – Atual

A dinâmica transmídia de notícias falsas sobre ciências: jornalismo e educação

Chamada Programa Professor Residente IEAT/UFMG 2019

Descrição: Esta proposta tem por objetivos investigar de que modo a dinâmica transmídia de notícias falsas sobre ciências impacta na crença social por meio de disputas de sentido em rede e desenvolver estratégias metodológicas transdisciplinares para atividades de pesquisa, ensino e extensão nessa área. Especificamente, pretende-se: a) fomentar a construção interinstitucional de rede de pesquisa transdisciplinar na área investigada; b) estimular a produção de conhecimento teórico-metodológico e empírico-conceitual em comunicação transmídia voltada para a disputa de sentidos em torno de dinâmicas transmídia de notícias falsas sobre ciências; c) promover a expansão social do conhecimento produzido por meio de atividades de ensino e extensão; d) desenvolver, aplicar e avaliar metodologia original em comunicação transmídia com foco em análise de produção, distribuição e circulação de notícias falsas sobre ciência; e) realizar experimento metodológico em alfabetização transmídia sobre o tema investigado. O desenvolvimento desta proposta deve resultar em: metodologia original para análise de dinâmica transmídia de notícias falsas sobre ciência; metodologia original para planejamento comunicacional em alfabetização transmídia; realização de evento sobre o tema desta investigação, com vistas à consolidação de rede acadêmica em formação; elaboração de um livro derivado desta investigação (relacionado ao evento realizado ou às atividades de pesquisa, ensino e extensão realizadas); elaboração e submissão (a eventos e/ou publicações) de dois artigos de divulgação científica; planejamento de kit transmídia para alfabetização transmídia.

Coordenação: Geane Carvalho Alzamora

COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

2019 – atual

Transmedia communication methods andstrategies: Education for sustainability (projeto de cooperação internacionalentre UFMG/Brasil e Jönköping University/Suécia)

The project focuses on theoretical, empirical, and methodological aspects of transmedia communication. Its aim is to understand the distribution processes of media content across multiple media platforms in a continuous flow enriched by connected audiences. Thus, the proposition is to study transmedia processes of communication in the scope of education and sustainability. The premise is that processes involved in the transmedia education sphere, especially inconnection with notions of transmedia activism, can contribute to the development of actions promoting sustainability, cultural diversity, social responsibility and environment awareness. This research proposition follows a series of academic activities of international cooperation on transmedia studies already developed by the coordinator of this project, Professor Geane Carvalho Alzamora (Department of Social Communication/UFMG, Brazil) and Associate Professor Renira Rampazzo Gambarato (School of Education and Communication/Jönköping University, Sweden).

2019 – atual

PLANEJAMENTO COMUNICACIONAL EM EDUCAÇÃO TRANSMÍDIA PARA ESCOLAS PÚBLICAS DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO 

Descrição: O projeto de pesquisa, ensino e extensão em Educação Transmídia, que desenvolvemos desde 2017 na Universidade Federal de Minas Gerais, em parcerias internacionais e locais, desenvolve planejamentos comunicacionais para escolas públicas de países integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O foco primordial de nosso projeto são escolas públicas localizadas em comunidades de baixa renda, normalmente marcadas por acesso limitado às tecnologias digitais, o que exige pensar a dinâmica transmídia em configurações midiáticas nem sempre convencionais.

Com base em diagnóstico realizado em cada escola pública, propõem-se ações específicas, considerando-se o contexto social, político e econômico da referida escola, assim como os hábitos de consumo midiáticos dos estudantes. As ações propostas visam contribuir para a solução de problemas educacionais por meio de atividades lúdicas em ambientes midiáticos variados, assim como buscam incentivar o aluno do ciclo básico dessas escolas públicas a serem multiplicadores de conhecimento em suas comunidades. De modo mais amplo, pretende-se promover o compartilhamento de experiências relacionadas a este projeto entre estudantes e professores de escolas públicas de países de língua portuguesa, em perspectiva intercultural e transmidiática. A proposta envolve cinco etapas: diagnóstico, planejamento, desenvolvimento de produtos, execução de ações planejadas e avaliação dos resultados alcançados. Mais informações: http://transmediaeducation.com.br/

Integrantes: Dra. Geane Carvalho Alzamora (coordenadora UFMG/Brasil); Dra. Renira Rampazzo Gambarato (coordenadora JU/Suécia); Dra. Lorena Tarcia (coordenadora Uni-BH); Dra. Luciana Andrade Gomes Bicalho;  Ana Carolina Almeida Souza (doutoranda/UFMG); Jane Alexandre Mutsuque (doutorando/UFMG); Carmem Pimenta (Bolsista PROEX/UFMG); Joao Paulo Alves (jornalista)

PESQUISAS FINANCIADAS

2020 – atual

A lógica comunicacional da dinâmica transmídia: produção e circulação de fluxos informacionais em jornalismo e educação (Bolsa Produtividade em Pesquisas/CNPq – Processo:311474/2019-5)

Descrição: Este projeto fundamenta-se em resultados alcançados em pesquisa sobre dinâmica transmídia mediada por hashtags em conexões de redes sociais online, desenvolvida no âmbito dos editais Bolsa Produtividade em Pesquisa/CNPq 2016 (311914/2016) ePrograma Pesquisador Mineiro/FAPEMIG 2018 (PPM-002562-18). Os processos empíricos analisados, relacionados a agenciamentos semióticos e sociotécnicos mediados por hashtags em contextos de grande mobilização social, demonstram que a distribuição multiplataforma de conteúdos midiáticos conjugada à ação criativa da audiência em conexões online/off-line conformam perspectiva predominante de produção e circulação de fluxos informacionais no universo pesquisado. Os resultados apontam para a emergência de uma lógica comunicacional de natureza transmidiática e predominantemente marcada por aspectos de mobilização transmídia no universo empírico pesquisado, o que nos motiva a aprofundar a investigação visando compreender se a dinâmica transmídia de produção e circulação de fluxos informacionais pode ser caracterizada como lógica comunicacional e quais seriam os pressupostos teórico-metodológicos e empírico-conceituais mais adequados para descrevê-la. A opção por investigar a questão em contexto sempírico-conceituais variados, como jornalismo e educação, é necessária para avaliar sua abrangência epistemológica e seu alcance social. Para tal,será realizada uma ampla e profunda revisão de literatura na área de interesse desta investigação. Fundamentos teórico-metodológicos oriundos da semiótica peirceana serão acionados para discutir a dimensão lógica da comunicação e cotejados à literatura disponível sobre transmídia e comunicação para a construção teórico-metodológica da investigação. Com base nessa proposição, serão realizados estudos de casos múltiplos em comunicação transmídia relacionados a: a) jornalismo transmídia, com foco em circulação/expansão criativa de informações em contexto de disputa de sentidos em torno da notícias, como é o caso de fake news; b) educação transmídia, com foco em produção/distribuição multiplataforma de narrativa transmídia voltada para ressignificação de ensino e aprendizagem em escolas públicas. A variedade empírico-conceitual dos estudos de casos a serem investigados em suas dimensões de produção e circulação de informações sem conexões online/offline, com base em fundamentos teórico-metodológicos semelhantes, permitirá averiguar se a dinâmica transmídia opera como lógica comunicacional em contextos variados de significação. A investigação proposta pode contribuir para refinar a compreensão acerca das características teórico-metodológicas e empírico-conceituais da dinâmica transmídia em contextos variados de significação e, de modo mais amplo, pode contribuir para aprimorar a compreensão acerca de seus limites e potencialidades como lógica comunicacional contemporânea.

2017 – 2019

A dinâmica transmídia mediada por hashtags em conexões de redes sociais online – agenciamentos semióticos e sociotécnicos em contextos de grande mobilização social (PQ/CNPq Processo: 311914/2016-0)

Descrição: Processo: 311914/2016-0 Demanda/Chamada: Chamada CNPq N o 12/2016 – Bolsas de Produtividade em Pesquisa – PQ Modalidade: PQ Categoria/Nível: 2 Esta pesquisa fundamenta-se nos resultados alcançados em pesquisa prévia desenvolvida no âmbito do Edital Bolsas de Produtividade em Pesquisa 2013, os quais apontam para a necessidade de aprofundar a investigação acerca da natureza mediadora das hashtags em dinâmicas jornalísticas multiplataforma e participativas. A questão norteadora desta proposta é assim definida: de que modo agenciamentos semióticos e sociotécnicos engendrados em contextos de grande mobilização social são mediados por hashtags e em que medida esse processo mediador configura dinâmicas jornalísticas transmídia? A questão é empiricamente localizada no âmbito da mobilização social a ser capturada nas conexões do Twitter e do Facebook no contexto das eleições presidenciais no Brasil em 2018. Pressupostos teóricos e metodológicos oriundos da Teoria Ator-Rede e da semiótica peirceana serão acionados para descrever a rede a ser traçada pela mediação de hashtags nesse recorte empírico com o intuito de aferir o potencial transmidiático das ações sociais e jornalísticas vinculadas a narrativas coletivas delineadas pelo uso social de tais hashtags. A investigação proposta pode contribuir para refinar a compreensão acerca das dinâmicas contemporâneas de mobilização social em rede mediadas por hashtags e, de modo mais amplo, pode contribuir para o aprimoramento teórico e metodológico da investigação de práticas jornalística multiplataforma e participativas.. 

Integrantes: Dra. Geane Carvalho Alzamora (coordenador – UFMG); Dra. Renira Rampazzo Gambarato (Jönköping University/Suécia); Dra. Lorena Tarcia (UNI-BH); Dra. Luciana Andrade (UNI-BH); Dra. Tacyana Arce (UFMG); Marcílio Lana (mestre/UFMG);  Polyana Inácio Rezende Silva (doutoranda/UFMG); Juliana Lopes de Almeida Souza (doutoranda/UFMG);  Ana Carolina Almeida Souza (doutoranda/UFMG); Adriano Padua (mestrando/UFMG);  Fábio Amaral Oliveira (graduado em Letras/UFMG); Aline Monteiro Xavier Homssi Borges (doutoranda/UFMG); Alice Gomes (mestranda/UFMG); Victor Góis (bolsista Iniciação Científica/UFMG).

2019 – atual 

Dinâmica transmídia mediada por hashtags em conexões de redes sociais online – agenciamentos semióticos e sociotécnicos  (PPM-00562-18/FAPEMIG)

Descrição: Este Plano de Trabalho se inscreve no escopo de investigação delineado pela pesquisa “A dinâmica transmídia mediada por hashtags em conexões de redes sociais online – agenciamentos semióticos e sociotécnicos em contextos de grande mobilização social”, sob coordenação de Prof. Dra. Geane Carvalho Alzamora (Edital CNPq n. 12/2016, Bolsas de Produtividade em Pesquisa, PQ, nível 2 – Processo: 311914/2016-0). Com base em resultados alcançados em pesquisas prévias realizadas com apoio da FAPEMIG (Programa Pesquisador Mineiro), CNPq (Bolsa de Produtividade em Pesquisa) e Capes (Bolsa de Estágio Sênior), a questão norteadora da atual pesquisa é assim definida: de que modo agenciamentos semióticos e sociotécnicos engendrados em contextos de grande mobilização social são mediados por hashtags e em que medida esse processo mediador configura dinâmicas jornalísticas transmídia? Serão utilizados procedimentos de coleta automática e manual para a configuração do corpus, o qual será analisado com base na Teoria Ator-Rede (agenciamento sociotécnico) e na Teoria Semiótica de Charles Sanders Peirce (agenciamento semiótico). O projeto de referência se ocupa prioritariamente do Twitter e do Facebook, ambientes midiáticos que delineiam diferentemente agenciamentos semióticos e sociotécnicos em torno de hashtags, no contexto das eleições presidenciais do Brasil em 2018. Como incremento à pesquisa de referência, este Plano de Trabalho propõe considerar os desdobramentos políticos, sociais e culturais em 2019 relativamente ao contexto investigado em 2018 com o intuito de averiguar a pertinência dos resultados obtidos em 2018 para descrever a dinâmica jornalística transmídia, de modo mais amplo. Também como incremento deste Plano de Trabalho, será incorporado à investigação o Whatsapp, ambiente midiático refratário a procedimentos de coleta automática. Trata-se de desafio metodológico que pode resultar em contribuição à área em pesquisas afins. 

Integrantes: Dra. Geane Carvalho Alzamora (coordenador – UFMG); Dra. Renira Rampazzo Gambarato (Jönköping University/Suécia); Dra. Lorena Tarcia (UNI-BH); Dra. Luciana Andrade (UNI-BH); Dra. Tacyana Arce (UFMG); Marcílio Lana (mestre/UFMG);  Polyana Inácio Rezende Silva (doutoranda/UFMG); Juliana Lopes de Almeida Souza (doutoranda/UFMG);  Ana Carolina Almeida Souza (doutoranda/UFMG); Adriano Padua (mestrando/UFMG);  Fábio Amaral Oliveira (graduado em Letras/UFMG); Aline Monteiro Xavier Homssi Borges (doutoranda/UFMG); Alice Gomes (mestranda/UFMG); Victor Góis (bolsista Iniciação Científica/UFMG).

2018-2019

Circulação de notícias mediadas por hashtags: apontamentos teórico-metodológicos em torno da noção de jornalismo transmídia – Supervisão de Pós Doutorado (PDJ/CNPq – Processo: 403251/2017-6)

Descrição: Em diálogo com a pesquisa “A dinâmica transmídia mediada por hashtags em conexões de redes sociais online – agenciamentos semióticos e sociotécnicos em contextos de grande mobilização social”, em desenvolvimento sob coordenação da Prof. Dra. Geane Alzamora, supervisora desta proposta, pretende-se mapear e caracterizar a circulação de notícias mediadas por hahstags no Twitter e no Facebook com o intuito de avaliar o alcance da noção de jornalismo transmídia. Pretende-se descrever as tensões entre produção e consumo de notícias nas redes traçadas pelas hashtags a serem investigadas. O estudo levará em conta o modo pelo qual as especificidades sociotécnicas de cada ambiente midiático impactam nas funções mediadoras da hashtag e, consequentemente, interferem na circulação jornalística da notícia, assim como o modo pelo qual as conexões de mídias digitais evocam redes de sentidos mediadas por hashtags, ainda que fluidas, circunstanciais e heterogêneas. O recorte empírico da investigação, a ser definido no primeiro trimestre da pesquisa, em sua fase de pesquisa exploratória, privilegiará os usos e apropriações variados da hashtag na configuração do fragmentado relato jornalístico-cidadão em conexões de mídias digitais. Essa fase norteará o mapeamento das formas mediadoras acionadas pela hashtag no universo pesquisado, o qual será realizado em nova fase que durará mais três meses de investigação. Com base nesse mapeamento, será delimitado o corpus empírico, cuja observação e análise ocorrerão no trimestre posterior. Os resultados, que pretendem apresentar contribuições teóricas e metodológicas ao estudos acerca de jornalismo transmídia, serão sistematizados nos três meses finais da pesquisa. Esta proposta de pesquisa se inscreve no âmbito de investigações em desenvolvimento no Núcleo de Pesquisas em Conexões Intermidiáticas (http://nuccon.fafich.ufmg.br/), vinculado ao Centro de Convergências de Novas Mídias (CNPq/UFMG), do qual a proponente e supervisora, Geane Carvalho Alzamora, é co-líder e a pesquisadora indicada, Carolina Magalhães Braga, é participante. A proposta, se concretizada, reverberá também nas atividades didáticas do Laboratório de Convergência (http://nuccon.fafich.ufmg.br/labcon/), vinculado ao NucCon/CCNM, do qual a proponente e supervisora é co-coordenadora.. 

Integrantes: Geane Carvalho Alzamora (Coordenadora/supervisora);  Dra. Carolina Braga (Uni-BH).